segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Faz todos os sentidos

Só às 3 da tarde, mais precisamente às 14:57, é que reparei que tava um dia lindo de sol. E que o ar, de um azul amarelado vindo não se sabe muito bem donde, brilhava a morango, e me furava a alma, cada vez que o procurava. E fi-lo incessantemente.

n.d.r.- o -es caiu do estava propositadamente. não foi mais que uma tentativa de salvaguardar a virilidade da escrita. estava um dia lindo de sol é frase que pede pássaros a chilrear e flores a desabrochar ao som de um rio cujo curso é apenas interrompido por famílias de ursos e veados que do seu leito bebem a água que lhes dá a vida, e para essas paneleiradas não contem comigo.

4 comentários:

P disse...

Assustador

Roquette disse...

manda o teu curriculum para a disney,tens lugar como argumentista num filme de certeza.Abraço

ze maria disse...

só se fizeres de bambi

Roquette disse...

isso não digo,porque uma pessoa dá a mao e querem logo o braço e não quero entrar na tua onda da apanha do sabonete.mas se rapares essa penugem a que chamas barba(nisso já te ajudo)embora não diga "fazer te a barba a chapada" porque..enfim podias ser o sosia do rui santos?como diz a musica "just think about it"