segunda-feira, 26 de março de 2007

Riviera, 26 de Março, 4:30 da tarde

"I sound my barbaric yawp over the
rooftops of the world."
W. W. Uncle Walt Whitman
again. Now, for those of you who don't
know, a yawp is a loud cry or yell.

Mr. Keating, Dead Poets Society

A praia é minha. Desculpa, a praia é nossa. O mar, esse, é meu, e faz-me sentir vivo, dá-me vontade de gritar, não de frio, mas de prazer, quando me começa a percorrer o corpo de uma ponta à outra, num frio gélido que me aquece e me dá vontade de mergulhar mais uma vez para o sentir de novo. Solto o meu barbaric yawp, braços abertos, cabeça levantada, a olhar para o telhado do mundo, e não consigo parar de pensar, "Tou muita bem".

Saio, não sem antes dar um último mergulho, que vou levar para Barcelona, e sei, tenho a certeza, que estou estranhamente(?) feliz. E o sol, escondido que estava porque não precisava de aquecer ninguém, resolve sair, solidário com aquele maluco que se fez à agua, ou talvez acordado pelo yawp, e junta-se.

a Nós.

6 comentários:

Anónimo disse...

és pouco rato és...

lance disse...

So eu sei,pq e q tas muita bem!

Filipe disse...

Deves ter trazido daquilo q andas a fumar em barcelona para ca... so pode!

ze maria disse...

rato é o miccoli. experimentem, um banho de mar com tempo de inverno é increíble

tiago disse...

sabes tu e eu lance

El-Gee disse...

muita bem pá. Bom post.

Tenho a certeza q ela vai gostar.