sexta-feira, 16 de março de 2007

Bola


Este Benfica é, para mim, o que pratica o melhor futebol dos últimos 10 anos, ultrapassando até o de Camacho. É verdade que a equipa consegue ser algo irregular, desconcentrando-se com alguma facilidade, mas pela primeira vez desde há muitos anos vejo vários golos de futebol continuado, e jogadas, fintas, e golos fora de série, que realmente dão gosto ver. E não é só isso, vê-se que há trabalho de treino nos cantos, livres (se bem que nesta última área já era frequente desde a era Camacho), e que a equipa começa a defender muito melhor do que aquilo que fazia no início da época, onde cheguei a temer o pior. Mérito para o Engenheiro, se bem que o meu maior temor continua persistir, e que se prende com a altura em que Fernando Santos normalmente treme, ou seja, a altura decisiva, em que o título vai ou racha.

A razão de ser disto tudo? Uma boa equipa. Diga-se o que se quiser, bons jogadores são meio caminho andado para o sucesso, e este Benfica tem vários jogadores de qualidade. Tem, sobretudo, vários jogadores que estão a fazer uma época fora de série: Simão, Miccoli, Katsouranis e Luisão, entre outros. Os dois primeiros, então, têm dado um recital de futebol este ano, protagonizando momentos verdadeiramente soberbos.

O que falta? Alguém ensinar a noção de tempo de salto ao Nuno Gomes, recuperar Rui Costa para a ponta final da época, e das duas uma: injectar confiança ao Anderson (é lastimável como um jogador com tanto potencial se deixa abalar tanto psicologicamente e cometer tantos erros por falta de concentração, faz-me lembrar o Polga de há 2 anos), ou assentar David Luiz ao lado de Luisão. Tem tudo para ser uma dupla promissora: um defende em antecipação, outro defende de forma mais física; um é mais rápido, outro tem maior poder de choque. Para além de que Luisão começa a ter a experiência para ajudar David Luiz a crescer.

Previsões? Ao contrário do que se costuma dizer, acho que este campeonato se vai decidir, pelo menos para o Benfica, nos grandes jogos. O Porto individualmente é fortíssimo mas Jesualdo, por mais que tente, não consegue transmitir à equipa aquele ar inabalável, quase imperial, característicos do penta (e agora entram com 11, não com 14, fica mais difícil). Quanto ao Sporting, falta chama, falta garra, o grande problema do modelo pragmático de que o Paulo Bento tanto gosta é que, para funcionar, a equipa tem de estar automatizada de forma perfeita (veja-se a diferença entre o Sporting e o Bayern nos jogos da Champions, a forma como o Bayern parecia ter sempre o jogo controlado), e se as coisas não começam a correr bem, fica complicado ir buscar o coração ou a magia que tantas vezes operam milagres, como os da Taça UEFA no ano em que perderam a final em casa. O Sporting é uma equipa certa, sólida, mas parece uma noite de sábado no Garage, falta-lhe qualquer coisa.

Concluindo, e daí a imagem, o golo do Petit é uma obra de arte, um golo delirante. Quase tão bom como a reacção do Nuno Gomes, que quando a bola sai da baliza, e já depois de ter levantado os braços para festejar, resolve cabecear a bola para dentro da baliza, fazendo-o com a genuína convicção que a bola ainda não tinha entrado. "Só para ter a certeza, pelo sim pelo não", deve ter pensado o gajo. E foi só nessa altura que o David Luiz festejou. Tudo malta inteligente.

6 comentários:

tiago disse...

tamos a jogar bem, mas ontem nao foi exemplo disso, tivemos 20 minutos optimos que demos um recital aos franceses, mas depois foi miseravel o jogo, nao percebo como é que tivemos ali quase a patinar contra uns gajos tao maus, mas tao maus que nem na II deviam tar

ze maria disse...

sim, talvez seja mais correcto dizer: este Benfica é o que consegue praticar o melhor futebol dos ultimos 10 anos

Filipe disse...

estas todo contente..vais ter esse benfica q tanto te maravilha ai em barcelona! no entanto espero q n jogue nada e seja humilhado... Se me permites faço um apelo "Espanhol vai buscar o Celta de Vigo que ha dentro de ti!!!"

Matos disse...

"injectar confiança ao Anderson (é lastimável como um jogador com tanto potencial se deixa abalar tanto psicologicamente e cometer tantos erros por falta de concentração, faz-me lembrar o Polga de há 2 anos)".

Muito tenho discutido nas últimas semanas sobre o valor do Anderson, quer com benfiquistas quer com sportinguistas (do porto só conheço os Macis e para eles tudo o que joga abaixo da ria de aveiro é merda). Fico contente por encontrar alguém que percebe de bola e que não tem memória curta!

Tem estado muito mal, é um facto! Mas fruto da falta de concentração e sobretudo daquela atitude apocalíptica que a maioria dos benfiquistas tem, quando um jogador falha. Nos casos em que o jogador é psicologicamente instável, como é o caso do Anderson, o resultado é precisamente o contrário ao desejado...o jogador vacila ainda mais!É bom que não tenham a memória curta e que se lembrem da sua indiscutibilidade no benfica do Koeman, onde fez uma grande época.

Galiano disse...

Post mt oportuno...
concordo com o k foi dito, o benfica está sem dúvida a praticar um excelente futebol, um futebol k entusiasma o 3ºanel. Agr o k disseste sobre o f. santos sempre foi tb o meu maior medo, ele é um "perdedor nato". Agr tnh esperança k por sentir a mistica desse 3ºanel como poucos k passaram por aquele lugar, n vacile na altura decisiva.
De resto é só ter esperança k n haja uma quebra fisica nem mais nenhuma lesão grave, pk apesar do glorioso ter o mlh 11 de portugal, o banco é fraquínho, fraquínho...
Saudações benfiquistas....

Anónimo disse...

pretty cool stuff here thank you!!!!!!!