sexta-feira, 30 de março de 2007

Erasmus é

Erasmus é ir jantar a um restaurante de noodles e conhecer dois holandeses e uma holandesa, entre os quais um hotshot de marketing, porque a mesa resolveu ser de cantina, eliminando os habituais 50 cm de distância (física, cultural e linguística).

É começar uma conversa, com esse mesmo holandês -um romântico comunista- que levantou voo na vida de Amesterdão, viajando pelos temas mais variados e polémicos, para aterrar, de emergência, duas horas depois, porque o restaurante tinha de fechar.

É ser levado para um bar descoberto por eles, que estava de puta madre, e continuar à conversa, ao ritmo de uma música lounge que encaixava perfeitamente na atmosfera hip do lugar, entre o fumo de cigarros, cervejas e gargalhadas, até que o bar decidisse fechar.

É passar pela rotineira troca de números de telefone, que o mais provável é caírem no esquecimento, e que marca o fim da noite e o regresso de cada um a sua casa, com mais uma história para contar.

Erasmus é, pelo menos em Barcelona, a sensação que cada dia, cada noite, nos pode trazer algo de novo, de surpreendente, até num restaurante de noodles com mesas de cantina. E, para me dar mais razão ainda, chegou há 2 minutos o espanhol, o metaleiro, com a malta toda da turma do curso dele, e a música já tá em altas. Parece que vou ter de ir para a sala, porque se há coisa que Erasmus não é, é garotismo.


n.d.r.: garotismo - s.m.; conduta adoptada por aquele que é garoto; prática que envolve a ingestão de poucas bebidas alcoólicas e a ida para a cama a horas rídiculas; do latim garotis

5 comentários:

El-Gee disse...

Que saudades do Erasmus.

Mas sabes, a boa noticia é que podes viver assim o resto da vida.

Primeiro, voltas a Lisboa, convencido que vais mudar a tua vida. Passados uns meses ja estas de novo adaptado, percebes que nao consegues mudar o Mundo. Depois, percebes que nao tens de mudar o Mundo, basta que te mudes a ti.

E entao, as tantas, estas a fazer Erasmus na tua propria cidade.

Eu estou a fazer Erasmus na minha propria cidade.

Miguel Costa disse...

É mesmo!! A atitude que temos em relação à vida e a maneira como a encaramos devia ser mantida depois do erasmus! Nunca me senti tão vivo, a viver, a aproveitar tanto cada coisa!

A mim ainda não me aconteceu isso - fazer erasmus na própria cidade o que me faz pensar que nem sequer ando a viver - mas tenho tido momentos com Essa atitude!!

E tou smp a pensar o que os gajos que vem pra ca fazer erasmus nao devem curtir pa!!! lisboa cidade, noites o ano inteiro ate de manha (ontem foi mais uma de lux ate o sol despertar!)sol, praia e gajas giras... Para a maioria dos europeus, deve chegar para se mudarem pra ca!

Vai aproveitando ai judice! Vai tambem ver os golos do miccoli no montjuic~! se calhar ainda vou ai matar saudades durante este semestre! (é terrivel pensar no tempo em semestres...) - so uma nota:ve tambem voos para amsterdao no queensday (30 de abril)..dai de bcn deves arranjar barato - vai ser de PUTA MADRE! vou ficar em casa do arjen, nao sei se o chegaste a conhecer, se quiseres lugar, apita!
abraço

ze maria disse...

acho que se for duas vezes a amesterdao no espaço de 2 meses a minha mae desconfia que alguma coisa não está bem lol

por acaso, dei por mim a pensar esta semana, em lisboa, que era uma estupidez irmos sempre para os mesmos bares no bairro, quanto há tantos, não necessariamente melhores ou piores, mas de certeza diferentes...espero csguir, qdo chegar, "continuar" o meu erasmus.

El-Gee disse...

Ha tanta merda em Lisboa que um gajo, quando começa a procurar, ate se passa.

E agora que descobri isso e q vou bazar. Q idiota. Enfim.

Miguel hoje ha mais Lux. E amanha tb. Que bom, q bom!

Matos disse...

até q enfim fds! no bairro passa-se mt mais além dos lábios e essa merda toda...