sexta-feira, 14 de março de 2008

On piercings II



Se estivesse numa de teoria da conspiração, facilmente associaria a medida do post anterior com esquimós do século XIX, ou com os chacinados Maias e Aztecas. Cala-te, não sejas parvo, mesmo que quisesses, nunca conseguirias associar o PS, piercings, esquimós do século XIX, Maias e Aztecas, it's way out of your league. Eu até nem queria, mas já que me picas, ó ser prepotente e desconfiado das minhas capacidades conspirativas, cá vai:

Lip piercing was a way to define Eskimos' social status until the late nineteenth century. Eskimo boys coming of age received the labret as a symbol of manhood.


Cambaleias já, ignóbil? A ousadia preço tem, desprezível ser de arrogância inexcedível. Pois prepara-te para a machadada final, impiedosa, qual fatality literário:

The tongue is another ancient piercing. In the ancient temples of the Aztecs and Mayans, Shamans and High Priests pierced their tongues as a part of a ritual to communicate with their gods.

Faz todo o sentido: proíbam-se os piercings "bocais", e com eles qualquer forma de intercessão divina, bem como eventuais vontades de emancipação. Trocando por miúdos - literal e figuradamente -, é o PS a brincar ao Neverland, com a Sininho presa.

E se tal teoria quisesse florear, num bom floreado, diga-se, faria acompanhar todo este exercício especulativo da música dos Vampire Weekend, primeira revelação indie - e indie, neste caso, é categorização, no mínimo, limitada - de 2008, "The Kids Don't Stand a Chance".



A devastating backstroke
All the way from France
With shiny, shiny cufflinks
A shirtsleeve to enhance

The pin-striped men of morning
Are coming for to dance
With pure Egyptian cotton
The kids don't stand a chance


Não tou é para isso. Neste momento, estou é mais preocupado por ser a segunda vez que se fala neste blog do Peter Pan. Gravíssimo, e isto sim, a rever.

2 comentários:

lady maryan disse...

Complexo Peter Pan, meu amor?

Your Lady

Anónimo disse...

Tinkerbell from Neverland says hello ;-)