sexta-feira, 7 de março de 2008

Cervantes I (on disabilities I)

Tenho dois cegos na minha aula do Cervantes. Um dos meus passatempos preferidos, durante as quase 4 horas que dura a aula, é jogar ao sério com eles. São lixados: ele, refugia-se nuns óculos escuros "à Davids"; ela, dispensa o acessório ocular, atacando antes com um estrabismo de fazer inveja a muito vesgo que por aí anda. Perco sempre.

10 comentários:

Anónimo disse...

e teres vergonha na cara? ou escrever em braile para que essas pessoas te possam ler?

Anónimo disse...

fdx oh judice...

Anónimo disse...

lol k javardo

ze maria disse...

para grande desilusão dos anteriores comentários, sobretudo o primeiro, tão inflamado, venho comunicar que não é verdade que jogue efectivamente ao sério com eles.

este post não é mais do que o resultado de uma curta viagem na minha cabeça, algures nessas mesmo 4 horas de aulas, motivado pelo lugar que a falta de pontualidade me atribuiu: do outro lado da sala, frente a frente com eles os dois; mas sim, coitadinhos, não se goze com eles. nem com eles, nem com nenhuma pessoa, que essa pessoa ainda pode ficar chateada. essa ideia de que há coisas com as quais não se deve gozar é, para mim, completamente absurda.

a senhora, por exemplo, muito simpática, estava vestida como quem ia directamente a seguir para o docks, de mini-saia, collants de renda pretos, um top com um gatinho desenhado em brilhantes, e ultra-pintada: fosse ela da margem sul, e era muita giro gozar. mas não, como é invisual (não é cega, é invisual), "olha aí, que javardo".

Maci disse...

AH AH

Anónimo disse...

claro que podes gozar com ela.. agr gozar com o facto de ela ser cega é que me parece um bocado javardo!

nao jogas? tavas a gozar? ahhh

Antonio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Gomes disse...

Va la. Ate estava numa de me indignar, assim para ir com a maioria, mas realmente nao posso deixar de achar piada ao teu post.

Eu tambem tenho mas experiencias com "pessoas de condicao especial". Uma vez, tive a infelicidade de calhar na mesma equipa dos 100 metros estafetas que um paralitico e pronto... La foi a medalha pro galheiro.

Mas enfim, nos e que passamos pelas situacoes e ainda ha os que vem criticar-nos com comentarios inflamados.

Abraco

PS - Ze, mesmo assim e muito mais giro gozar com a gaja da margem sul que vai ao Docks. E que essa, mesmo depois de se olhar ao espelho, opta por vestir-se de forma ridicula.

PSS - Os teclados alemaes nao tem acentos nem cedilhas.