quinta-feira, 8 de julho de 2010

Mundial 2010

Messi? Ronaldo? Kaká? Onde estão eles? Surpresa? A meu ver, não. De um lado, temos uma selecção onde 90% dos titulares jogam em duas equipas, e cujo núcleo duro joga junto, entre camadas jovens e selecção, há mais de uma dezena de anos. Do outro, temos dois dos grandes responsáveis - Sneidjer e Robben - pela final algo atípica deste ano da Champions. A Argentina, ao deslocar-se para a África do Sul sem um seleccionador, correu demasiados riscos: um bom jogador de futebol não significa, necessariamente, um bom treinador. O Brasil, esse sim, poderia ter feito mais: mas Fabiano não é o Fenómeno e Kaká foi paulista preguiçoso e desinspirado, não Gaúcho.

As surpresas positivas acabaram por ser, a meu ver, o Uruguai e a Alemanha. No entanto, se num caso não dava para mais, no outro Xavi, Iniesta, Alonso e Busquets fizeram um quadrado que secou brilhantemente as contra-ofensivas germânicas. Mérito a Del Bosque, que percebeu que o ponto forte desta equipa estava na maneira como, com não mais de três passes, conseguia pôr dois/três jogadores em situação de golo. Daí, if you ask me, o jogo ter sido tão cínico. A Espanha teve a bola, como já se esperava, mas teve-a 20 metros mais atrás do que costuma ter, para se resguardar. E quando menos se esperava, o pequeno Puyol serviu-se dos seus cento e setenta e oito (!) centímetros para saltar mais alto do que toda a gente e fazer a diferença.

E agora? Gostava que ganhasse a Holanda: Sneidjer, Kuyt - jogador que aprendi a admirar - e Robben merecem. Mas, infelizmente, não me parece. O estilo de jogo de ambas as equipas é parecido - o que se compreende, uma vez que esta fornada catalã é muitíssimo influenciada pelas ideias de Cruyff -, mas a Espanha fá-lo melhor que a Holanda. De qualquer das formas, vai ser uma final aberta, com golos e espectáculo, que é o que se quer.

4 comentários:

Mogli disse...

Então e quem é que te nomeou o novo Freitas Lobo??? Po duas vezes dizes: "if you ask me" mas a verdade é que ninguém te perguntou nada. If you ask me, concordo com (quase) todas as palavras aqui escritas menos com a última frase.. acredito sim no espectáculo, mas não nos golos.

Nordeste disse...

O jogo de ontem estava feito para quem marcasse primeiro.
A Espanha teve (e ainda bem!) a felicidade de o fazer de canto e decidiu ali a partida.
Se a Alemanha num desses contra ataques (e teve perto pelo Kroos) facturasse a final seria diferente. Estas são, sem dúvida, as duas melhores equipas deste Mundial.
Gosto muito da Holanda e vou torcer pela laranja mecânica na final, mas não me parece que lá cheguem.
Basta ver o trajecto deles até agora. De difícil só apanharam o Brasil e só ganharam devido a: 1- uma diarreia cerebral colectiva e 2- diarreia cerebral ao cubo de Filipe Melo.
A minha apota é Espanha 3-0 Holanda.

Xadão disse...

Caro rose mari,

a meu ver a holanda não vai conseguir marcar..

o que é uma pena porque não vamos poder ver certas e determinadas gajas boas dos países baixos com a peitaça a balançar aquando dos festejos do golo da sua equipa..

aqui ficam holandesas que, aos pulos, ainda ficam melhores:

- Fatima Moreira de Melo
- Famke Janssen
- Mrs. Van der Vaart

Xadão disse...

e doutzen kroes claro..