sábado, 18 de março de 2006

Faltou-vos um bocadinho assim

23 comentários:

Anónimo disse...

3 mil socios numa das assembleias gerais mais importantes da história do scp?mais valia terem pedido ao luís filipe e alugavam o pavilhão 1 e 2( possivelmente o 1 chegava e ainda sobrava espaço) que saía mais barato e era mais perto ali da casa de banho verde da 2 circular.
Só uma pergunta...qual era o património que o soares franco queria alinear?seriam as piscinas?seriam os pavilhões?ou iria ser o rentável alvaláxia cobiçado por meio mundo?!

Tom disse...

Viva a burrice, viva o projecto roquette!

Lourenço disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Lourenço disse...

Nao ser rentavel nao quer dizer nao ser vendavel, melhor ainda nao ser rentavel é exactamente o que legitima a sua venda. quanto ao resto sao um edifico de escritorios, uma clinica e um ginasio (tudo somado, encluindo alvalaxia - no minimo 50 milhoes de euros).
pondo-se ainda a hipotese de descer a posiçao do clube na sad dos actuais 70 e tal % para 50,1 amealhando outros 25 milhoes (aprox).

Lourenço disse...

o falhanço do projecto roquette nao tem que ver com burrice, mas essencialmente com conjuntura economica e mercado de futebol em sentido lato.
o espirito do projecto esta presente alias (e ao contrario do que parece ser afirmado por muita gente) em quem votou contra e nao em quem votou a favor.
para acabar nao sendo nada pessoal, pergunto-me o que saberá o tomas (ou qq pessoa que faça comentarios do genero) do projecto roquette e da situaçao economica e financeira do sporting ou dos clubes e futebol em geral

Tom disse...

O investimento imobiliario que não obteve o retorno esperado, a Alvalaxia é um fracasso como centro comercial, o Prédio do Sporting é um fracasso no aluguer de espaços, a clínica da CUF e o Holmes Place poderão ser aqueles que podem dar algum rendimento ao clube, mas nunca pagarão o investimento.

Se o projecto do Soares Franco fosse aprovado, o Sporting teria cumprido com todos os seus compromissos e teria dinheiro em caixa para viver, a alienação dos quatro edifícios (Alvaláxia, Visconde, Clínica CUF e Health Club), mais a alienação de 27 por cento das acções da SAD, o Sporting poderia conseguir cerca de 70 milhões de euros, e a muito curto prazo, ia ver reduzido o seu endividamento à banca em 90 a 105 milhões de euros. Lourenço posso não perceber do tal projecto Roquette, mas vais me dizer que não foi burrice a não aprovação deste projecto? E olha que tás a pagar salários aos jogadores com as receitas televisivas de 2010/2011, ou seja, vais ter eleições antecipadas em pleno ano centenário, e agora é correr atrás do prejuízo!

Tom disse...

"...pergunto-me o que saberá o tomas (ou qq pessoa que faça comentarios do genero) do projecto roquette e da situaçao economica e financeira do sporting ou dos clubes e futebol em geral" Quanto à vossa situação económica e financeira é coisa que não quero perceber nem me interessa para nada, quanto ao futebol em geral, o que é ISSO?

Lourenço disse...

é evidente que acho que era fundamental vender ja, peço desculpa e tamos esclarecidos pois entao nao entendi o teu comentario.
manda-o por email ao sacavem e ao bota sff que so vao retorquir, tipo tolo da aldeia - o Sporting tem é de ser bem gerido - nao percebendo que as duas questoes sao independentes.
o sporting tera de passar a ser bem gerido como é obvio, pois fica sem patrimonio disponivel (tirando o naming do estadio pai) e mantem um passivo de 220 milhoes aprox. pode é faze-lo sem a corda na garganta.
deixo 3 precisoes ao comentario do tomas:
-o sporting desceria de 13 milhoes de encargos anuais para 9.
-se a taxa de juro subir 2,5 & (como ja aconteceu nos EUA) o sporting passa dos actuais 13 para 20 (a equipa de futebol so custa 16)
-sem este folgo o sporting mantem a obrigaçao fazer vendas acima de 5,5 milhoes de euros pa pensar em fazer compras.
a verdade é que o sporting nao morre por isto pois vive assim ha muitos anos, ele e possivelmente todos os clubes portugueses (a excepçao talvez do porto) nas proporçoes de cada um.
novamente desculpa tomas, foi com o coraçao de quem ve perdida uma oportunidade importante e nao poderia julgar que soubesses tais coisas, acabei por associar o teu comentario ao anterior ao teu.

Froes disse...

Um nojo...Mas certas duas pessoas,das quais não vou dizer o nome para que o Martim Sacavém e o Henrique Botelho não se sintam mal,não faltou esse bocadinho...

Galiano disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Galiano disse...

Lourenço o porto não é excepção. O Porto financeira/ teve foi a sorte de ter ganho um champions, o k lhe permitiu realizar mais-valias de 20 milhoes de contos aprox. Antes disso a situação era fragil. Como o será em poucos anos outra vez.
Kt ao sporting n tnh grande conh do k se passou, mas o preocupante é saber como é k se xegou a um passivo tão grande sem ter um apolitica despesista

Lourenço disse...

como gali, toma la um dado curioso - o SCP pagou ha uma ou duas semanas impostos de 1983(!). e o cabrao do rocha ainda aparece nas AGs

El Pibe disse...

caros amigos, devido a falta de tempo aqui vao apenas alguns esclarecimentos:

1º - o galli perguntou como se chegou aquele passivo com uma politica que nao foi despesista. Investimento, para haver um activo tem de haver um passivo de igual valor. contabilidade simples.

2º - a venda de patrimonio nao resolve a situação a longo prazo. os 50, 60 ou eventuais 70 m€ seriam para amortizar o passivo, que reduziria os custos financeiros do sporting. o Sporting apenas iria invesitr na parte desportivo com a venda de 27% da sua participação na sad. que dependendo da cotação daria um encaixe financeiro na ordem dos 5m€. 1,5 para a contrucção do pavilhao ( que seria construido pela OPCA, após ganhar o concurso) e o restante sim seria invesito no futebol. Quem me garante que esse investimento tem retorno?
3º - diversificação do risco. é mais seguro do ponto de vista do risco ter várias fontes de rendimento e nao exclusivamente o futebol
4º - a altura para a venda não é a melhor. o mercado imobiliário está em baixo. a situação do sporting é conhecida em praça publica, e embora a proposta que estava na mesa fosse boa (embora nao conheça os reais valores de mercado praticados por metro quadrado), tem em conta essas duas questões
5º - foi dito que deixariamos de pagar 3,2m€ de juros por ano, mas quanto deixaria de receber de rendimentos vindos daquele patrimonio? essa pergunta não foi respondida pela direcção e é fundamental para a avaliação dessa proposta.
6º - a venda de parte da participação na sad deixaria o sporting em situação delicada. seria preferivel fazer um aumento de capital, que o sporting nao acompanhasse e que no final ficasse com os mesmos 51% com que ficaria com a proposta apresentada. se vendessemos esses 27%, no futuro no caso de ser necessário um aumento de capital, aumento esse só aprovado pelo proprio sporting, poderiamos deixar de ter os 51%, o que seria grave.

tom disse...

E com esse teu voto bottini, o scp passa a ter duas equipas: a do futebol e a do juros!

Pipos disse...

Bota, votar contra é mto giro, agora nao há uma unica pessoa que dê uma soluçao e dizer voto contra pq isto é melhor... nem tu, votam contra só porque sim.

Nunca me esquecerei que tu e o sacavem estao associados ao principio de uma crise do nosso grande clube..

qd for presidente já n entram na direcçao!

El Pibe disse...

mais triste do que não ver é não quer ver.

pena voces ouvirem as vossas vozes da verdade, ribeiro telles, bettencour e companhias, e acreditarem cegamente no que eles dizem. até o lampião do tom, sabe algumas frases proferidas pela direcção do sporting. questionem-as!! perguntem também pelos rendimentos!

queres soluções? um pouco de imaginação. é muito triste o labrego do lfv, com o seu falso diploma da 4ª classe ter mais imaginação do que a nossa ilustre e respeitavel direcção, que consegue reduzir as receitas de quotização.

Tom disse...

Não é uma questão de imaginação, é uma questão de diferenças de tamanhos dos clubes! Os que andaram a gozar com os kits, agora roem-se...

Pipos disse...

1- os kits eram 300 mil até outubro, tava vendidos 150, ou seja metade... isto é sucesso?
Mudar objectivos a meio é fácil ter sucesso... Agora eu quero ser campeao m se ficar em 2 afinal so queria a Champions..

2- Bota, como dizes nós ouvimos as vozes da verdade, isso é msm excelente, mal de nós se ouvissemos as vozes do nada diz cm tu, abrantes mendes, dias ferreira... até os lampioes gozam contigo por n veres isso.

3- se há soluçoes, escreve aqui o teu projecto pro Sporting, vcs dizem mta coisa, m ainda n vos ouvi falar dum projecto.. Falar de imaginaçao n passa de demagogia e de falta de projecto. O bento tb escusa de dar as tácticas, ele agr basta dizer, entrem c imaginaçao!

4- a vossa melhor desculpa para votar contra foi que tinham tido análise fincanceira, ou lá o que foi... para mim sem duvida ganhou... eu prefiro continuar a votar pela mha escola sportinguista!

tom disse...

Essa meta foi posta por uma só pessoa... era irreal! Quanto aos 150 mil sócios pagantes equivale a cerca de 1.8 milhoes de euros por mês, isto para mim é um sucesso!

Pipos disse...

Essa pessoa era o Presidente e quem teve a ideia e quem tem de por metas pro clube... apenas e só!

Zé Fernandes disse...

Isto sou eu a fazer um dificil exercicio: imaginar-me lagarto!
Mas sem brincadeiras..

Ao longo do meu post poderao estar suscitadas algumas questoes que sao apenas fruto de nao ser um conhecedor profundo desta tenebrosa conjuntura leonina. Se tal se verificar, peço que nao me levem a peito!


Acho que ninguem tem duvidas de que a «soluçao» do SCP esta directamente relacionada com a alienaçao de patrimonio. No entanto, e estando ciente desse facto, consigo perceber o voto negativo. Creio que, esta proposta carece de resposta a algumas questoes importantes:

1- Como vai ser aplicado o dinheiro proveniente da venda? É que apos receber dinheiro é facil dirigir o que seja... Pode-se errar que ha capital para corrigir os erros! No entanto, o dinheiro acaba(!) e daqui a dez anos poderiamos estar outra vez no mesmo nivel do buraco, com a diferença de ja nao haver nada para vender.

Possivel SOLUÇAO: Referir o plano detalhado da aplicaçao do dinheiro que entra. Ex: X para pavilhao, X para investir no imobiliario, X para pagar dividas, X para o futebol, X para aplicar em acçoes do SLB, etc.. (Assim como o Henriquito Tevez refere: diversificaçao do risco!)

Porque, Pavilhao + jogadores = 1campeonato de Futsal + tres 2ºlugares + 1final da UEFA + 1taça de Portugal -> Adiar o problema, queimando activos.

Nao quero dizer que este seria o destino do SCP com o Soares Franco, mas nao conhecendo certos pormenores da sua proposta incorre-se num risco que é perfeitamente evitavel. LOU: "o sporting tera de passar a ser bem gerido como é obvio, pois fica sem patrimonio disponivel", uma boa gestao passa necessariamente pela transparencia, de modo a salvaguardar as direcçoes vindouras. Nao digo que esta proposta seja má, mas como nao se deu a conhecer totalmente (a delicadeza da situaçao assim o exige)tambem nao posso assinar por baixo.

2- Vender, neste momento de baixa no mercado imobiliario, é bom negocio para o SCP? (Até pode ser!) Mas porquê? Com base em estudos? Quais? Com base na intuiçao?

Nota: Quando o projecto imobiliario relativo aos terrenos do antigo estadio estiver pronto, a Alvalaxia vai valer mais uns valentes trocos. Será rentavel aguentar mais uns anos de prejuizo e vende-la nessa altura? Nao sei...

3- Num debate televisivo que vi, um convicto defensor do Sim, que creio estar ligado à actual direcçao, dizia que vendendo se poupariam os juros (o que é verdade!). No entanto parece-me que ele esta a omitir que tambem deixa de receber rendas... logo o que poupa é apenas: Juro-Rendas! Quanto sao as Rendas?

Sao estas pequenas coisas que me fazem perceber o Nao.
Claro que o futuro passa pela venda destes activos, mas só se vende uma vez! Por isso...

Só para acabar: Na posiçao do Soares Franco nunca teria feito esta proposta neste timing... Acho que ele deveria ter deixado primeiro chegar as eleiçoes (penso que as ganharia), e só depois de ter eliminado os adversarios, com o mundo leonino de maos dadas, é que, com mais calma, apresentava esta proposta!

Pipos disse...

Pela ultima vez respondo a este tema de resto apenas vou falar entre sportinguistas...

1- o dinheiro que se ganha está bem explicito p onde vai, na AG foi tudo, TUDO, explicado... os sócios do Sporting sabem p onde vai, logo n há desculpas.

2- A altura é má em geral, m é a melhor altura p o Sporting, pq precisamos como de pao p a boca. entravam qq coisa cm 14 milhoes de contos, era spr bom... os nossos rivais nc ganharao dinheiro c estas coisas pq tb n as têm.

3-As rendas sao baixas e compensa vender, pelos juros principalmente... quem teve na AG sabe tudo isto.

O timing nao foi o ideal, no fim do campeonato seriam, qt a ser antes das eleiçoes acho mto bem q seja antes, pq ele só pode ser presidente c este projecto visto n ser aceite sai já, e n se ia demitir depois de eleito â 2 semanas atrás, supomos... se este projecto era aprovado dps das eleiçoes é q já e discutivel.

Zé Fernandes disse...

Assim sendo.. È uma PENA !
Como adepto de futebol agradeco o esclarecimento !

PS: Apartir do momento que o projecto é aprovado, nunca sera dicutivel (independentemente de ser antes ou depois das eleiçoes) uma vez que prevaleceu a vontade dos socios.
O que poderia acontecer era, logo depois de ser eleito, ver o seu projecto vetado. No entanto, acho que esta mesma proposta seria aceite. Os 2,12% que faltaram assim o indicam... Na minha opiniao algumas vozes do Nao, com alguma imfluencia, apenas se levantaram para ganharem algum protagonismo em vesperas de eleiçoes.

Boa sorte!