quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Bom Ano

Bom Ano. O velho. Que o novo tenha ciumes do quanto eu gostei e gosto do seu predecessor, e me faça também viajar, continuar a viver à porta do Raval, e sentir o mesmo formigueiro e adrenalina desta montanha-russa que é a vida.

Que se encha de inveja e me leve a querer ser mais e melhor, contigo, comigo, com todos.

Que se irrite ao ponto de me continuar a proporcionar Primaveras, Verões e arrepios de tudo e mais alguma coisa, e me dê asas que me permitam ir da costa vicentina a Buenos Aires, de Budapeste a Vila Nova, da minha cama ao fim do mundo.

Que me empurre com a força dos seus 365 dias e me faça correr, dançar, ver e sentir, mostrando-me caminhos sem mapas, concertos inesperados e paisagens indescritíveis. Isso, sem mapas, confundindo-me de vez em quando para que eu consiga descobrir o caminho sozinho, para que eu me perca por opção e aprenda a tratar o desconhecido por tu.

Que barafuste e me desperte para livros, filmes, músicas, mares e jardins, fins de tarde e mergulhos em praias paradisíacas, bidos de cerveja numa mão e liberdade na outra. Que discuta e me faça gritar de alegria, ou de tristeza se for caso disso, desde que essa tristeza só intervenha para lembrar a alegria do quão feliz ela é, mas sim, sobretudo de alegria, e de preferência bem alto, para que o grito seja ouvido por muitos, os outros, os que dormem sem sonhar.
E que lá mais para a frente, já cheio de confiança, se envaideça e arraste outros, muitos, os suficientes, os certos, a ti, sim, a ti, comigo, nesta viagem que parte lentamente sem saber para onde vai, comandada apenas por uma vontade incomensurável de ir.

Mas sobretudo, que seja, e que não tenha medo de o ser de forma intensa e apaixonada, não se escondendo na sombra de anos passados ou futuros, e que me prove que um sonho acordado pode durar mais que um ano.

9 comentários:

António disse...

366, que este vem com bónus.

ze maria disse...

é bissexto?porreiro. de qualquer maneira, continuam a ser 365, que no 1º dia do ano ainda não lhe tinha chegado o seu destino, estava na expectativa...

Cinderela disse...

Acho que conseguiste, de uma maneira mt bonita e apaixonada, descrever exactamente o que todos sentimos qd temos um novo ano à porta. Continua a proporcionar-nos o prazer de ler coisas cm esta!

peter pan disse...

a cinderella é claramente um homem in disguise

O melhor post de chocolate do mundo! disse...

Que o ano novo seja isso tudo, em viagem pela vida que nunca se cansa e nunca tem medo. Os teus desejos para 2008 são, de longe, os melhores de todos os que li, que vi ou que me contaram.

ze maria disse...

mt obg!

Lady Maryan disse...

Ladies and Gentlemen:
It´s all about M.A.L. C.U.E.S. Jackeline and João Vítor.

lady maryan disse...

E por falar em CUES aqui vai a nossa playlist para 2008:
http://www.radioblogclub.com/fav/0/2662782/1238949

Your Lady

El-Gee disse...

Acho que a cinderela fez os elogios que eu queria fazer, mas enganou-se, porque os teus desejos nao sao os de toda a gente.

sao desejos originais, bem reflectidos, maduros e fruto de alguem feliz com a vida.

a maior parte das pessoas nao tem nem metade desses desejos ou desse entusiasmo.

fico contente por ti e, mais uma vez, parabens pela escrita.